13.06.2020: Evidência apoia um papel causal para o status de vitamina D nos resultados COVID-19 | medRxiv – “A suficiência de vitamina D em toda a população também pode prevenir epidemias respiratórias sazonais, diminuir nossa dependência de soluções farmacêuticas, reduzir hospitalizações e, assim, reduzir muito os custos de saúde, aumentando significativamente a qualidade de vida ” * “Evidence Supports a Causal Role for Vitamin D Status in COVID-19 Outcomes” * “Population-wide vitamin D sufficiency could also prevent seasonal respiratory epidemics, decrease our dependence on pharmaceutical solutions, reduce hospitalisations, and thus greatly lower healthcare costs while significantly increasing quality of life”

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

 

“Resultados:

(…)

“Conclusões:

Nossa nova análise de inferência causal de dados globais verifica que o status da vitamina D desempenha um papel fundamental nos resultados do COVID-19.

“O tamanho do conjunto de dados, apoiando evidências históricas, biomoleculares e de pesquisas clínicas emergentes, sugere que um nível muito alto de confiança é justificado.

“A profilaxia com vitamina D oferece potencialmente uma estratégia de gerenciamento de pandemia amplamente disponível, de baixo risco, altamente escalável e econômica, incluindo a mitigação de surtos locais e uma segunda onda.

“A implementação oportuna de programas de suplementação de vitamina D em todo o mundo é crítica, com prioridade inicial dada àqueles que estão em maior risco, incluindo idosos, imóveis, que não podem sair de casa, BAME e profissionais de saúde.

“A suficiência de vitamina D em toda a população também pode prevenir epidemias respiratórias sazonais, diminuir nossa dependência de soluções farmacêuticas.

Fonte: Evidence apoia…

Ver o post original 15 mais palavras

12.2007: PMID: 18290725 DOI: 10.1359 / jbmr.07s221 – Toxicidade, política e ciência da vitamina D – PubMed * “Vitamin D toxicity, policy, and science”

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

“Resumo

“A concentração sérica de 25-hidroxivitamina D [25 (OH) D] que é o limite para a toxicidade da vitamina D não foi estabelecida. A hipercalcemia é o critério de risco para a vitamina D. A política anterior do Instituto de Medicina definiu o nível de ingestão superior tolerável (UL) de vitamina D em 50 canecas (2.000 UI) / d, definindo-o como “o nível mais alto de ingestão diária de nutrientes que provavelmente não apresentará riscos de efeitos adversos à saúde para quase todos os indivíduos da população em geral. ” No entanto, como o sol pode fornecer vitamina D a um adulto em uma quantidade equivalente ao consumo oral diário de 250 canecas (10.000 UI) / d, essa é uma dose intuitivamente segura.

“O consumo incremental de 1 caneca (40 UI) / dia de vitamina D (3) aumenta a 25 (OH) D sérica em aproximadamente 1 nM (0,4 ng…

Ver o post original 197 mais palavras

17.10.2020: DEPOIMENTO – PROTOCOLO COIMBRA E ARTRITE PSORIÁSICA, ESCLEROSE MÚLTIPLA, FIBROMIALGIA, PSORÍASE E FENÔMENO DE RAYNAUD

Protocolo Coimbra Vitamina D

O fortalecimento do sistema imunológico depende em boa parte da nossa coragem. Coragem para termos atitude de assumir o comando da nossa própria saúde. É preciso entender e aceitar que nenhum medicamento mágico ou profissional da saúde, por melhor que sejam, poderão fazer por nós mais do que nós mesmos.

Passei nove anos da minha vida em busca de um diagnóstico, sentia dores 24 horas por dia, consultei diversos médicos “renomados” nesse período, mas foi necessário sair da zona de conforto e buscar conhecimento além do que me era imposto como verdade absoluta.

O “sistema” se alimenta dos nossos medos.

Mesmo sem conhecimento técnico, entendo que temos a obrigação de conhecer ao menos o básico de como nosso corpo funciona e do que de fato ele precisa para funcionar corretamente.

Em especial, graças a dedicação do Prof. Livre Docente, Dr. Cicero Galli Coimbra, neurocientista brasileiro, um dos maiores estudiosos do…

Ver o post original 272 mais palavras

17.10.2020: DEPOIMENTO – PROTOCOLO COIMBRA E ESCLEROSE MÚLTIPLA

Protocolo Coimbra Vitamina D

PROTOCOLO COIMBRA E ESCLEROSE MÚLTIPLA

Por Ana Paula Prado

“Venho aqui para dar meu depoimento para que possa ajudar outras pessoas.

“Sou portadora de esclerose múltipla.

“Em maio de 2008 tive meu primeiro surto. Fiquei com dormência em todo o lado direito do corpo. Meu primeiro pensamento foi: é AVC (acidente vascular cerebral). Fui para o pronto socorro e o médico diagnosticou que eu estava com depressão.

“Consultei vários médicos. Todos falavam que era depressão. Procurei até um neurologista particular e o diagnóstico foi o mesmo.

“A dormência não passava, e comecei a ter muito desequilíbrio e tontura. Como eu sofro de labirintite, os médicos falavam que era essa a causa. Depois a dormência foi para o corpo todo, e fiquei com a urina presa. Eu tomava antidepressivo e nada mudava, até que resolvi parar. Eu dizia para os médicos que não estava deprimida, mas não havia mudança no entendimento…

Ver o post original 245 mais palavras

18.10.2020: PORQUE A “VITAMINA” D É EFICAZ PARA TRATAR AS DOENÇAS AUTOIMUNES NAS SUAS CAUSAS, E O QUE ELA FAZ EXATAMENTE NO SISTEMA IMUNOLÓGICO?

Protocolo Coimbra Vitamina D

PORQUE A “VITAMINA” D É EFICAZ PARA TRATAR AS DOENÇAS AUTOIMUNES NAS SUAS CAUSAS, E O QUE ELA FAZ EXATAMENTE NO SISTEMA IMUNOLÓGICO?

“A vitamina D é o maior regulador da atividade do sistema imunológico e modifica o funcionamento de milhares de genes em todas as células do sistema imunológico. É uma substância que não tem par.

“Eu vou fazer uma comparação para explicar o que quero dizer quando afirmo que tantos genes são regulados em sua atividade pela vitamina D.

“Imagine um arranha-céu com muitos quartos. Imagine que milhares de portas dentro desse arranha-céu podem ser trancadas e destrancadas por apenas uma chave. Então você pode comparar o arranha-céu com cada célula do sistema imunológico e imaginar que a chave é a vitamina D.

“Quando há uma deficiência de vitamina D o paciente não pode regular, o que significa estimular ou reduzir a atividade de milhares de funções biológicas…

Ver o post original 294 mais palavras

18.10.2020: DEPOIMENTO – PROTOCOLO COIMBRA E ESCLEROSE MÚLTIPLA

Protocolo Coimbra Vitamina D

PROTOCOLO COIMBRA E ESCLEROSE MÚLTIPLA

Por Diorande Bianchini Junior

“Meu primeiro indício de surto foi em 2005, aos 23 anos, após uma viagem com alguns amigos, na qual exploramos umas cavernas bem perigosas.

“Voltando dessa viagem tive dificuldade na visão e tontura ao tentar visualizar os carros para atravessar a rua. Procurei um oftalmologista pensando ser labirintite, mas os sintomas desapareceram após um mês, e fiquei 100% novamente.

“Sempre joguei futebol pela faculdade, como goleiro. Em 2006 comecei a perder noção da bola que vinha até mim, caía pra trás para tentar fazer a defesa, tomava uns “frangos” (nem gosto de lembrar como foi difícil para mim), mas nem imaginava o que poderia ser. Sentia uns tremores leves no corpo, mas achava que era estresse da faculdade.

“Em 2007 fiz meu estágio de conclusão de curso na empresa Duratex. Minha função era coordenar os trabalhos de colheita florestal mecanizada. Num…

Ver o post original 500 mais palavras

21.10.2020: DEPOIMENTO – HORMÔNIO D E COVID-19

Protocolo Coimbra Vitamina D

Por Gisele Moraes

“Gostaria de dar meu depoimento sobre a vitamina D e covid-19.

“Acompanho alguns grupos que tratam sobre vitamina D e Protocolo Coimbra. Gosto de aprender para poder repassar os conhecimentos para minha família e amigos.

“Eu não tenho doença autoimune, mas há dois anos descobri que meu nível de vitamina D no sangue era de 7 ng/ml. A partir daí comecei a fazer a suplementação e não parei mais.

“Quando começou a pandemia fiquei muito preocupada por morar em São Paulo, onde ocorria o pico de infectados. Preocupava-me com minha mãe que já é aposentada, mas ainda trabalha em hospital, como técnica de enfermagem. Conversei muito com meus pais para que fizessem a suplementação, o que aceitaram.

“O marido da minha irmã voltou a trabalhar em uma multinacional onde havia muitos casos de covid. Ele fez o exame de vitamina D na empresa, e estava bem baixo…

Ver o post original 207 mais palavras

17.10.2020: MANIFESTO PÚBLICO – PACIENTES E FAMILIARES EM PROL DA SAÚDE / PROTOCOLO COIMBRA – HORMÔNIO D3

Protocolo Coimbra Vitamina D

Nós, pacientes portadores de doenças autoimunes, beneficiados pelos efeitos altamente positivos do uso de altas doses de vitamina D, de acordo com o Protocolo Coimbra criado pelo Dr. Cicero Galli Coimbra, Professor Livre Docente e seguido por outros médicos que aderiram à terapia convencidos pelos resultados, vimos a público manifestar a nossa mais profunda satisfação com o referido tratamento.

Quem enfrenta um diagnóstico de doença autoimune, entre outras, na maioria das vezes com agravos incapacitantes, sente e sabe, na sua própria pele, o quanto seu estado clínico se modificou positivamente após o início do tratamento com altas doses de vitamina D.

As redes sociais estão repletas de depoimentos de pacientes que, iniciado esse tratamento (elaborado desde 2002), viram mudar completamente o curso da patologia que os acomete, e no momento, em diversos países que estão em situação de urgência na saúde por causa da pandemia mundial do coronavírus, como Itália…

Ver o post original 331 mais palavras

20.10.2020: “NUNCA NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE NÓS TIVEMOS NÍVEIS TÃO BAIXOS DO GRANDE POTENCIALIZADOR E REGULADOR DO SISTEMA IMUNOLÓGICO, QUE É O COLECALCIFEROL, QUE FOI ERRADAMENTE CHAMADO DE VITAMINA D.”

Protocolo Coimbra Vitamina D

“… Você tem essa pandemia mundial aí porque nenhuma pessoa está imunologicamente preparada para combater esse vírus. E por que não está imunologicamente preparada? Porque nunca na história da humanidade nós tivemos níveis tão baixos do grande potencializador e regulador do sistema imunológico, que é o colecalciferol, que foi erradamente chamado de vitamina D.”

“É importante que se saiba que para nós, neste momento, a principal função que essa ‘vitamina’, que é muito mais do que um hormônio, porque um hormônio tem uma ou duas funções; a vitamina D tem dezenas de funções, ela está acima da categoria de um hormônio porque ela tem a potência, a estrutura e o poder de um hormônio, mas ela tem uma diversidade de funções inacreditável para uma única substância. Eu diria que essa substância, sem correr o risco de cometer qualquer erro, deveria ser chamada de substância do milênio, tal é a importância…

Ver o post original 415 mais palavras

19.10.2020: Evidências do papel protetor da radiação ultravioleta-B (UVB) na redução de mortes por COVID-19 | Relatórios Científicos * “Evidence of protective role of Ultraviolet-B (UVB) radiation in reducing COVID-19 deaths”

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

“Resumo

“Estudos anteriores indicam o papel protetor da radiação ultravioleta-B (UVB) na saúde humana, mediada pela síntese de vitamina D. Neste estudo observacional, delineamos empiricamente uma associação negativa da radiação UVB medida pelo índice ultravioleta (UVI) com o número de mortes COVID-19. Aplicamos um modelo de regressão linear logarítmica de efeito fixo a um conjunto de dados do painel de 152 países ao longo de 108 dias (n = 6.524). Usamos o número cumulativo de mortes por COVID-19 e a taxa de letalidade (CFR) como as principais variáveis ​​dependentes e isolamos o efeito UVI de potenciais fatores de confusão. Depois de controlar os fatores constantes e variáveis ​​no tempo, descobrimos que um aumento de unidade permanente em UVI está associado a um declínio de 1,2 pontos percentuais nas taxas de crescimento diário de mortes COVID-19 cumulativas [p <0,01] e 1. Declínio de 0 pontos percentuais na taxa de crescimento diário…

Ver o post original 118 mais palavras

Vitamina D3 ou vacina? O que o Dr. Cícero Galli Coimbra tem a explicar

Zacarias Pagnanelli entrevista Dr. Cícero Galli Coimbra para o Cartão de Visitas News

Dr. Cícero Galli Coimbra, entrevista de Zacarias Pagnanelli: a realidade do hormônio esteroide D3 (“vitamina” D3)

O nível de dose tóxica no sangue do hormônio esteroide D3 é 240 ng/mL – “VITAMIN D TOXICITY: AN UNMERITED FEAR THAT IS WEAKENING OUR IMMUNITY” * “VITAMINA D TOXICIDADE: UM MEDO NÃO MERITADO QUE ESTÁ ENFRAQUECENDO NOSSA IMUNIDADE” * “Há evidências suficientes de que a toxicidade da vitamina D é uma das condições médicas mais raras … Dr. Michael Holick.”

Dr. Italo Rachid explica a necessidade fundamental para a saúde humana da normalização do hormônio esteroide D3 (“Vitamina” D3) de forma incisiva: ou normaliza em doses realistas, ou não terá saúde

Um tipo de vitamina D reduziu a admissão à UTI de pacientes Covid gravemente enfermos * “a administração de calcifediol reduz o risco de internação em UTI em 97% nos casos de pacientes gravemente enfermos ”

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

“A administração de calcifediol em pacientes com Covid-19 pode ser uma opção terapêutica de sucesso, como refletido nos primeiros dados de um estudo preliminar desenvolvido pelo Instituto Maimonides de Pesquisas Biomédicas de Córdoba e o Hospital Reina Sofia, nesta mesma cidade andaluza. Conforme relatado em um comunicado, este é o primeiro estudo piloto de intervenção desenvolvido em todo o mundo no sistema endócrino de vitamina D e Covid-19, no qual os pacientes foram suplementados com calcidiol (25-OH-vitamina D). Esta vitamina é importante para a absorção do cálcio do estômago e para o funcionamento do cálcio no corpo.

“O estudo envolveu 76 pacientes hospitalizados por Covid-19 confirmados por PCR e envolvimento pulmonar (pneumonia bilateral), que receberam o tratamento padrão estabelecido pelos protocolos clínicos atuais como o melhor possível. Além disso, todos os 76 pacientes foram randomizados para receber suplementação oral de cápsulas moles de calcifediol. Segundo informações publicadas, dos 50 pacientes tratados com…

Ver o post original 226 mais palavras

“La hipertensión es la principal comorbilidad en covid-19” * se o sistema imunológico inato não controlar a infecção ou se a fase de defasagem não existisse, a divisão celular T ocorreria em um microambiente mais proinflammatório com mais antígeno, e a resposta da célula T seria levada a um pico muito maior. Dado que as células T são capazes de proliferação explosiva, a fase de defasagem imposta pelo “prelúdio” da vitamina D-VDR pode diminuir o risco de imunopatologia indesejada.”

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

Reclutarán a 1.000 pacientes tras los buenos datos de un estudio piloto en el Reina Sofía de Córdoba en reducción de la mortalidad e ingresos en UCI.

“Um benefício evolutivo para a fase de defasagem entre o reconhecimento de antígeno e a divisão de células T específica do antígeno foi sugerido. Esta fase de defasagem pode permitir à resposta imune inata a oportunidade de controlar rapidamente a infecção. Se isso for bem sucedido, o início da divisão de células T ocorre em um microambiente relativamente não inflamatório com quantidades escassas de antígeno e prossegue em uma extensão limitada. Por outro lado, se o sistema imunológico inato não controlar a infecção ou se a fase de defasagem não existisse, a divisão celular T ocorreria em um microambiente mais proinflammatório com mais antígeno, e a resposta da célula T seria levada a um pico muito maior. Dado que as células T são…

Ver o post original 30 mais palavras

%d blogueiros gostam disto: