A via do peptídeo antimicrobiano da vitamina D e seu papel na proteção contra a infecção – “A deficiência de vitamina D foi correlacionada com o aumento das taxas de infecção. Desde o início do século 19, as fontes ambientais (ou seja, luz solar) e dietéticas (fígado de bacalhau) de vitamina D foram identificadas como tratamentos para a tuberculose.”

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

 

“Resumo

“A deficiência de vitamina D foi correlacionada com o aumento das taxas de infecção. Desde o início do século 19, as fontes ambientais (ou seja, luz solar) e dietéticas (fígado de bacalhau) de vitamina D foram identificadas como tratamentos para a tuberculose. A recente descoberta de que a vitamina D induz a expressão do gene do peptídeo antimicrobiano explica, em parte, o efeito “antibiótico” da vitamina D e renovou enormemente o interesse na capacidade da vitamina D de melhorar a função imunológica. Trabalhos subsequentes indicam que esta regulação é biologicamente importante para a resposta do sistema imunológico inato a feridas e infecções e que a deficiência pode levar a respostas subótimas para infecções bacterianas e virais.A regulação do gene do peptídeo antimicrobiano da catelicidina é uma adaptação específica para humanos / primatas e não é conservada em outros mamíferos. A capacidade do receptor da vitamina…

Ver o post original 102 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: