25.09.2020: “Suficiência de vitamina D, 25-hidroxivitamina D sérica de pelo menos 30 ng / mL reduziu o risco de resultados clínicos adversos em pacientes com infecção por COVID-19” * “Vitamin D sufficiency, a serum 25-hydroxyvitamin D at least 30 ng/mL reduced risk for adverse clinical outcomes in patients with COVID-19 infection” – PLOSONE

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

(…)

“Resultados

Com base nos critérios do CDC, entre os pacientes do nosso estudo, 74% tinham infecção grave por COVID-19 e 32,8% tinham vitamina D suficiente. Após o ajuste para fatores de confusão, houve uma associação significativa entre a suficiência de vitamina D e a redução da gravidade clínica, os níveis séricos de mortalidade de pacientes internados de proteína C reativa (PCR) e um aumento na porcentagem de linfócitos. Apenas 9,7% dos pacientes com mais de 40 anos que tinham vitamina D suficiente sucumbiram à infecção, em comparação com 20% que tinham um nível circulante de 25 (OH) D <30 ng / ml. A redução significativa na PCR sérica, um marcador inflamatório, junto com o aumento da porcentagem de linfócitos sugere que a suficiência de vitamina D também pode ajudar a modular a resposta imunológica, possivelmente reduzindo o risco de tempestade de citocinas em resposta a essa infecção viral.”

“Conclusão

Ver o post original 68 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: