Vitamina-D e COVID-19: deficiência de risco tem pior resultado? – The Lancet Diabetes &Endocrinology

Dr. Cícero Galli Coimbra, MD, PhD, Professor Livre - Docente - CREMESP 55714

(…)

“O papel da vitamina D na resposta à infecção por COVID-19 pode ser duplo. Em primeiro lugar, a vitamina D suporta a produção de peptídeos antimicrobianos no epitélio respiratório, tornando a infecção pelo vírus e o desenvolvimento de sintomas de COVID-19 menos prováveis. Em segundo lugar, a vitamina D pode ajudar a reduzir a resposta inflamatória à infecção com SARS-CoV-2. A desregulação dessa resposta, especialmente do sistema renina-angiotensina, é característica do COVID-19 e o grau de superativação está associado a um pior prognóstico. A vitamina D é conhecida por interagir com uma proteína desta via – a enzima conversora de angiotensina 2 (ACE2) – que também é explorada pelo SARS-CoV-2 como um receptor de entrada. Enquanto o SARS-CoV-2 diminui a expressão de ACE2 , a vitamina D promove a expressão desse gene.”

(…)

Fonte: Vitamina-D e COVID-19: deficiência de risco tem pior resultado? – The Lancet Diabetes & Endocrinology

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: